• Said Ali

Liberação miofascial: o que é e por que todo atleta deve fazer

Praticar qualquer esporte de alto impacto, como a corrida de rua, exige um enorme esforço muscular, que nem sempre é saudável para o nosso corpo. Por isso, todo atleta, principalmente o de longa distância, que é o meu caso, precisa de uma recuperação específica e profissional, e uma delas é a massagem ou liberação miofascial. Para explicar a importância e os benefícios dessa técnica, trago a participação da fisioterapeuta Joyse Foss - CREFISIO 243805-F, com quem faço esse trabalho há cerca de 2 meses, visando a participação na Maratona Internacional de São Paulo:


Para entrarmos nesse assunto primeiro precisamos entender o que é uma fáscia e de

que forma ela atua em nosso corpo, então vamos lá!


A fáscia é formada por um tecido conjuntivo fibroso que segmenta e ao mesmo tempo une as estruturas do corpo. Esse tecido conecta e envolve os sistemas muscular, esquelético, nervoso, vascular e visceral. A sua principal função é diminuir o atrito entre os músculos e as outras estruturas do corpo, além de ser ela a única estrutura que recobre todo nosso corpo.


A liberação miofascial (miofascial:mio = músculo + fáscia = tecido conectivo), é uma técnica manual ou com auxílio de instrumentos que possui os objetivos de manipular a fáscia, reduzindo aderências e retrações; aumentar mobilidade e flexibilidade, melhorando a qualidade dos movimentos e buscando a simetria do corpo, e diminuir o risco de lesões. Esse trabalho se torna importante tanto para pessoas que procuram um melhor desempenho físico, quanto para evitar lesões de esforço por trabalhos repetitivos.


Fotos da minha última sessão de liberação miofascial


COM QUE FREQUÊNCIA DEVO FAZER AS SESSÕES?


Vai depender do estado físico e da rotina de cada atleta, que são questões abordadas pelo profissional após avaliação na primeira consulta. No meu caso, que não possuo nenhuma lesão aparente, e corro de 100 a 120km por mês, a fisioterapeuta indica 1 sessão por mês, que dura em torno de uma hora.


A MASSAGEM MIOFASCIAL DÓI?


Quanto mais tenso o atleta estiver, mais sentirá dores. É completamente diferente de uma massagem relaxante, por exemplo. A pressão exercida nos músculos não é algo muito agradável durante a sessão, mas como você já leu, são vários os benefícios, tanto a curto quanto a longo prazo.


POSSO FAZER A LIBERAÇÃO MIOFASCIAL E CORRER EM SEGUIDA? E VICE-VERSA?


Não. O ideal é aguardar no mínimo 24 horas para que o corpo se recupere das "micro lesões" causadas tanto pelo exercício (no caso de a sessão ser depois) quanto pelos movimentos da massagem.


O trabalho do fisioterapeuta é fundamental em ciclos de maratona

Junto com a liberação miofascial, também faço outras técnicas complementares, mas isso é assunto pra outro post. A fisioterapeuta Joyse Foss atende em Itajaí-SC, e se você for dessa região e tiver interesse em conhecer mais do trabalho dela, é só acessar o seu perfil no Instagram, ou entrar em contato pelo WhatsApp:


www.instagram.com/fisiojoysefoss

(47) 99658-9083


Um abraço e até o próximo post ;)

0 visualização

ENTRE EM CONTATO

(48) 99178-2499